Caso não esteja visualizando corretamente veja aqui.
 
  ANO 15 - EDIÇÃO Nº 757 - PUBLICADA EM 19/11/2018  
     
 

Aprovado Segundo Equacionamento de Deficit do Plano BD

 
 

Em sua 286ª Reunião Extraordinária, realizada no último dia 06/11/18, o Conselho Deliberativo da FACEB aprovou o Segundo Equacionamento de Deficit do Plano BD, relativo ao exercício de 2017. Com essa aprovação fica estabelecido que haverá a cobrança obrigatória de uma segunda contribuição extraordinária a partir de fevereiro/2019, por 209 meses, a todos os participantes ativos, autopatrocinados, aposentados e pensionistas do Plano BD, bem como às patrocinadoras CEB e FACEB. Na oportunidade foi aprovado o valor mínimo (R$ 25,6 milhões) do deficit de 2017 a ser equacionado.

O deficit acumulado do Plano BD é de R$ 266,5 milhões (dados atualizados até setembro/2018). Além desse valor, há R$ 33,6 milhões com relação ao deficit de 2016, que estão sendo financiados pelo prazo de 217 meses, pagos mensalmente por todos desde fevereiro de 2018.

Vejam na tabela a seguir o resumo dos dois equacionamentos dos deficits de 2016 e 2017 do Plano BD:

  FONTE DE CUSTEIO   ALÍQUOTA  2017 (%/R$)   ALÍQUOTA  2016 (%/R$)
  Participantes (sobre o SRC) 0,57% 0,77%
  Assistidos (sobre o Benefício FACEB)  1,28% 1,56%
  Patrocinadoras R$ 61,5 mil/mês R$ 84,2 mil/mês
  Prazo de financiamento (meses) 209 217

Em breve a Fundação divulgará o simulador para verificação do valor individual da contribuição extraordinária, relativa ao Segundo Equacionamento de Deficit do Plano BD.

A cobrança da segunda contribuição extraordinária é relativa apenas aos participantes do BD, não se aplicando aos participantes e assistidos inscritos somente no CEBPREV (Plano CD).