Como a alta do dólar influencia na nossa vida

By 10 de março de 2020 Institucional


A moeda americana tem subido consideravelmente em 2020. Para se ter uma ideia, no primeiro pregão do ano, em 2 de janeiro, o dólar fechou a R$ 4,02. Já em 28/02, fechou a R$ 4,48 e com tendência a se manter elevada, principalmente nesse momento de forte tensão com a epidemia de coronavírus. O dólar alto tem impacto direto na sua vida, seja no reajuste da gasolina, no custo com viagens internacionais ou no aumento de preço de produtos vindos do exterior – e aí vale desde eletroeletrônicos a alimentos importados, como o trigo (fazendo aumentar um produto do dia a dia, o pãozinho, que contém cerca de 30% dos seus custos com farinha de trigo).

Mas a alta do dólar também pode trazer vantagem para alguns setores, como o turismo interno. Como as viagens ao exterior ficaram mais caras (aliadas ao receio de contrair a COVID-19), as pessoas tendem a realizar passeios pelo próprio território. Da mesma forma, com o real mais barato, turistas estrangeiros tendem a visitar mais o País, aumentando o consumo e injetando dinheiro na nossa economia. Outro setor que acaba se beneficiando é o comércio nacional: com os produtos importados mais caros, os consumidores acabam optando por comprar produtos nacionais.