Cuidado com fraudes nos boletos!

By 5 de maio de 2022 Institucional

Hoje em dia o mundo é digital. Aquela cena de filas enormes em bancos é cada vez mais rara. Afinal, a tecnologia traz várias facilidades e proporciona mais tempo disponível para que possamos aproveitar as boas coisas da vida.

Apesar dos benefícios, é preciso estar atento, pois os bandidos estão de olho em todas essas vantagens e sempre se atualizam para roubar valores, dados, senhas e outras informações.

Nesse contexto, os boletos são uns dos alvos mais visados por fraudadores, “ajudados” pela alta utilização dessa forma de pagamento. Segundo o site Serasa Ensina, é a segunda mais usada no Brasil, perdendo apenas para o cartão de crédito. Boletos são utilizados por 75% dos brasileiros, de acordo com a Febraban.

Infelizmente, são várias as maneiras de enganar as vítimas, como alterar o código de barras ou criar vírus que gera boletos fraudulentos, no intuito de desviar quantias para a conta dos golpistas. No caso da Faceb, é importante que participantes, assistidos e beneficiários também fiquem atentos a boletos de pagamento, que podem ser referentes a empréstimos pessoais, plano de saúde ou autopatrocínio previdencial.

Veja a seguir algumas formas de se prevenir:

Confira a fonte de emissão do boleto

Certifique-se sobre a origem do documento. Golpistas podem enviar boleto falso por e-mail, site ou WhatsApp.

Atenção aos dados do boleto bancário

Verifique se o documento contém informações como data de vencimento, o nome da Faceb e o CNPJ, que no caso da Fundação é 00.469.585.0001-93.

Observe o valor do boleto

Ele deve aparecer em dois lugares: no final do código de barras e no campo “valor do documento”. Caso não seja igual, desconfie.

Analise quem é o destinatário do pagamento

Se o beneficiário for diferente de Faceb, não efetue o pagamento.

Verifique o código de barras

Em boletos verdadeiros, os números do código de barras devem ser iguais tanto na região superior quanto na inferior. Além disso, os três primeiros caracteres da sequência correspondem ao código do instituição bancária que emitiu o boleto. No caso da Faceb, tem que ser o 237, número do banco Bradesco.

Use antivírus e cuidado com wi-fi

Tenha sempre proteção nos seus dispositivos, como celular ou computador. Além disso, evite utilizar redes públicas de wi-fi para que não tenham acesso a dados privados e transações financeiras.

Prefira leitura automática do código de barras

Em muitos golpes, o código é adulterado por fraudadores ou apresenta falhas para induzir à digitação. Se possível, leia o código de barras no caixa eletrônico ou com a câmera do celular.

Skip to content